Como você tem levado a presença de Deus?

Outro dia desses estava me lembrando de um estudo que tivemos na School of Worship (Escola de Adoração), no CFNI, sobre os Tabernáculos de Moisés e Davi. Um dos tópicos falava sobre os utensílios do primeiro Tabernáculo e seus significados. Um detalhe que me chamou bastante atenção foi a Arca da Aliança, que representava a presença de Deus. Fiquei muito feliz em perceber que Deus desenhou a Arca de tal forma que nós teríamos que carregá-la. Isso demonstra que é nossa função levar a presença de Deus por onde quer que formos!

Será que levamos a presença de Deus da forma correta? Será que a “usamos” da forma que Deus quer?

Usamos a presença como amuleto

I Samuel 4:3:

Voltando o povo ao arraial, disseram os anciãos de Israel: Por que nos feriu o Senhor, hoje, diante dos filisteus? Tragamos de Siló a arca da Aliança do Senhor, para que venha no meio de nós e nos livre das mãos de nossos inimigos.

Muitas vezes usamos objetos, canções, pessoas como amuletos, tentando simbolizar a presença de Deus. Nessa passagem, ninguém perguntou a Deus o que era pra ser feito, mas somente fizeram algo que tinha “dado certo” nas outras vezes. Quantas vezes não cantamos a mesma música na igreja e esperamos que Deus derrame a mesma unção? Quantas vezes não vamos ver alguém pregar só porque “aquele é ungido de Deus” e na última pregação que ouvimos dessa pessoa a “unção desceu”?

Como resultado, a arca da Aliança foi parar nas mãos dos filisteus (I Samuel 4:11)! Quando manipulamos a presença de Deus (ou, pelo menos, tentamos) acabamos por perdê-la!

Nos “acostumamos” indevidamente da presença

II Samuel 6:6-7:

Quando chegaram à eira de Nacom, estendeu Uzá a mão à arca de Deus e a segurou, porque os bois tropeçaram. Então, a ira do Senhor se acendeu contra Uzá, e Deus o feriu ali por esta irreverência; e morreu ali junto à arca de Deus.

Uzá era filho de Abinadabe (I Samuel 7:1), e cresceu junto da arca, que passou 20 anos na casa de seu pai (7:2). De tanto ver a arca, se acostumou a ela e perdeu a reverência! Provavelmente para ele a arca já era um objeto comum, apenas mais uma peça de mobília da casa. Quando a arca estava para cair do carro, ele não pensou no modo certo de cuidar da arca, mas provavelmente que era um objeto caro, bonito, e poderia quebrar se caísse no chão. Tocou na arca e morreu.

Sempre que perdemos a reverência pela presença de Deus há morte na congregação. Conheço várias histórias de filhos de ministros (pastores, missionários, ministros de louvor) que se desviaram completamente dos caminhos de Deus. Ir à igreja se tornou somente um “passatempo”. Ao invés de irem à churrascaria, iam à igreja. Para não tocarem em barezinhos, tocavam no “louvor”.

Tratamos das coisas de Deus da mesma forma que o mundo

II Samuel 6:2,6:

Puseram a arca de Deus num carro novo e a levaram da casa de Abinadabe [...] estendeu Uzá a mão à arca de Deus e a segurou, porque os bois tropeçaram.

Nessa passagem o povo de Israel estava trazendo a arca da casa de Abinadabe pra Jerusalém, mas preste atenção como eles levavam a arca: em um carro, guiado por bois! Foi assim que Deus ordenou no início?

Em Êxodo 25:12-14 Deus fala como Ele quer que a arca (Sua presença) seja carregada: por varais de madeira, nos ombros dos levitas. Mas em II Samuel estavam carregando da mesma forma que os Filisteus fizeram!

Veja em I Samuel 6:7-8:

Agora, pois, fazei um carro novo, tomai duas vacas com crias [...] tomai a arca do Senhor, e ponde-a sobre o carro [...]

Qualquer semelhança não é mera coincidência!

Quantas vezes nós não tratamos as coisas de Deus da mesma forma que o mundo? Criam-se boates com o “carimbo” gospel e servem cerveja sem álcool, dança-se ao som de músicas – cristãs, sim – mas, dança-se tal como o mundo. Não tenho nada contra usar a música para evangelizar, mas temos que lembrar que, para evangelizarmos efetivamente, temos que ser diferentes, e não iguais! Temos confundido o “estar neste mundo” com o “ser parte deste mundo”! Quando Jesus veio aqui ele fazia coisas normais, como todo mundo, mas era diferente!

Minha oração é que aprendamos a levar a presença de Deus na forma que Ele nos ensina, com reverência e que, mesmo estando neste mundo, sejamos diferentes!

Ao som de “For All You’ve Done” – Hillsong

7 thoughts on “Como você tem levado a presença de Deus?”

  1. Concordo plenamente com este artigo! Muitos crentes não tem tido reverência não apenas no templo em meio a adoração, mas na vida cotidiana não exercem esse respeito para com a presença de Deus que habita dentro deles.
    Que sejamos nós transportadores da Arca da Alinça por onde quer que fomos; assim fazendo com que por onde passarmos possamos deixar a aura a fragância da presença do Rei.

    Shalom

  2. Eu concordo!
    Deus mandou seu único filho, para morrer por todos nós, e hoje algumas pessoas não param pra pensar, que amor é esse, que Jesus tem?
    É chegado o tempo da Adoração!
    eu sou uma serva de Deus!
    Temos que levar a Arca de Deus, pregar o Evangelho para tida criatura
    eu creio que um dia todo Brasil se converterá!
    Adoradora eu sou!

  3. Realmente temos que ter a consciencia que hoje, nós somos a Arca de Deus, pois habita em nós o Espirito Santo, e através das nossas atitudes, palavras, gestos, compromissos, fidelidade , etc, carregamos a presença de Deus. E esta arca que somos nós, esta sendo observada por todos que vivem e convivem conosco. Deus abençõe a todos.

  4. Nossa que mensagem maravilhosa , concordo plenamente com o que foi dito. Realmente precisamos rever de que maneira estamos sendo vistos como essa arca nessa geração, sim pois hoje a arca somos nós.Será que estamos abençoando vidas, familia, etc… como aconteceu na casa de obede-edom. Essa é pra refletir mesmo!!!

Deixe Sua Resposta